•  

    E a evolução histórica de Belém do Grão Pará

    Leia Mais
  •  

    Em comemoração aos 400 anos de Belém

    Leia Mais
  •  

    As correspôndencias deixadas por Dalcídio Jurandir

    Leia Mais
  • 1
  • 2
  • 3
Maciste Costa
Artista Plástico
Cabanagem em Cena
Grupo de Teatro Encenação
Studio Z
Musico Thiago Albuquerque
 

Destaques

  • 1
  • 2

+ Destaques

  • Carnaval
  • Ensaio
  • Gastronomia

Folia Multi Cultural

 

“Após hiato que durou quase duas décadas, a partir de 2007, o carnaval de Bragança se estabeleceu com uma dos momentos mais importantes do calendário do município, aderindo ao formato multicultural, que dispõe de opções para agradar foliões de qualquer estilo.” 

Desfile de blocos de abadá e também de escolas de samba, cortejos compostos por brincantes fantasiados, rodas de samba, marchinhas e frevos, axé e até brega, tudo isso pode ser aproveitado no carnaval de Bragança, dependendo do gosto do folião.

Com dois polos bem distintos, o Largo de São Benedito e a Estação Cultural Armando Bordallo, a quadra momesca tem ainda a Avenida Nazeazeno Ferreira, localizada entre os dois pontos, onde se desenrola o evento que a cada fevereiro movimenta a cidade de sexta-feira até a Terça-feira Gorda.

Leia Mais

Valdir Sarubbi

 

Valdir Evandro Sarubbi de Medeiros (1939-2000), pintor, desenhista, gravador e Arte Educador, assim como sua prima Maria Lúcia Medeiros, escritora paraense, nasceu na mesma pequena cidade do interior do Pará com um trem de ferro e um rio na frente e, como ela, teve uma infância bem brasileira: quintal, primos, frutas, tios, igreja, cinema Olympia .

Ambos conviveram bem de perto com a casa identificada em Bragança como Casarão da Família Medeiros - com azulejos portugueses, desenhos perfeitamente simétricos nas ripas do telhado e nas tábuas do assoalho, com uma mãe d’água no poço do quintal e o sentar-se à porta no fim da tarde para longas conversas, hábito que remontavam aos tempos de seus avós. 

Leia Mais

Mestre Ofir

O Chef Ofir Oliveira há mais de trinta anos atua no ramo da gastronomia. Recentemente  foi proposto a ele, o título de Doutor Honoris Causa pela Faculdade do Pará – ESTÁCIO/FAP em decorrência de sua contribuição cultural, científica e acadêmica para o desenvolvimento e disseminação dos valores inerentes à Região Amazônica.

Título que o próprio chef destina ao povo bragantino de onde adquiriu os conhecimentos, a inspiração de seus principais pratos e de sua devoção ao santo protetor dos pretos, São Benedito, santo milagreiro que favorece a fartura e multiplica o alimento da mesa dos bragantinos.

Atualmente grandes universidades do Pará, do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, através de seus alunos, estudam as propostas, ideias e experiências do mestre Ofir.

Leia Mais

PZZ Tv

 



Revista PZZ

Edição n.21

Copyright © 2015 Editora Resistência. Todos os direitos reservados.

Web Designer Elson Andrey Souza Anjos